segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Relatos de três meses de dieta cetogênica - Paleo, low-carb e high-fat

Oi, pessoal!

Amanhã faço 3 meses de dieta e decidi escrever um relato. A sensação é a de que o tempo passou voando desde aquela minha decisão no dia 08 de agosto de que tudo iria mudar. E como tudo mudou...

Foram várias fases, várias etapas da dieta e eu gostaria de compartilhar com vocês meus novos aprendizados. Como não é a primeira vez que faço a dieta, acho que consegui olhar para essas mudanças com mais maturidade (ou com menos ansiedade rsrsrs).

Primeiro, vamos ao que interessa. Como estou agora?
Baba no peso lindo:

70,5 kg!!!!

Senhoras e senhores, eu emagreci 13,5 kg nesses três meses. Não é uma lindeza????



Óia eu aí! entrando num vestido justinho antigo, que delícia!


São tantas mudanças boas e tantos aprendizados que eu mal consigo começar a enumerar rsrsrs Mas vou fazer um esforço com as principais. Senta que lá vem textão!


1. Principais mudanças

1. Roupas: A primeira grande mudança é que agora eu entro em TODAS as minhas roupas de antes da gravidez. Todas, até calças jeans. O meu peso está até abaixo do que eu estava antes de engravidar - eu estava com 73kg. Mas meu corpo mudou, a minha porcentagem de gordura corporal ainda não está a mesma. Não sei quanto está agora, mas quando estava com 74kg fiz uma avaliação física e estava com 34% de gordura corporal, o que ainda é muito...

2. Bem-estar. Se alguém um dia disser que dieta de baixo carboidrato deixa as pessoas fracas e sem energia, insista para a pessoa testar pessoalmente a dieta... Gente, a dieta é pura energia! Me sinto bem, saudável, ativa o dia todo! Raciocínio afiado, corpo respondendo bem as rotinas exaustivas, sono maravilhoso. É tanta vantagem do ponto de vista da saúde e bem-estar que acho que mesmo que eu não tivesse necessidade de perda de peso valeria fazer a dieta só por isso!

3. Saúde. Será que é muito exagero dizer que eu me sinto com 20 anos de novo? hahaha
Olha, para ser mais direta, algumas coisas que me incomodavam antes de começar a dieta sumiram, especialmente relacionadas a digestão. Azia, gases, sensação de estufamento, tudo sumiu. Pele, unhas e cabelo, melhoraram muito (quem me conhece sabe que meu cabelo é ralo e não cresce muito. Tá enooorme. Dieta associada a no-poo, creio). Ainda não refiz os exames de sangue que havia feito antes da dieta, mas devo refazer em dezembro e prometo postar tudo aqui!


2. Aprendizados com a dieta

Como aprendi nesses últimos 3 meses... Mas eu realmente não poupei esforços. Li novos livros, conversei muito com alguns especialistas e tive um time maravilhoso de amigas que fizeram tudo isso junto comigo - mocinhas as quais sou e serei eternamente grata (vcs sabem quem são <3)

1. As dificuldades da primeira semana. Olha, a primeira semana não é fácil meeesmo. Me lembro de todos os dias pensar que eu não ia conseguir, que eu deveria desistir logo, porque eu não iria conseguir. Sério.
Como eu consegui?
Eu já tinha feito a dieta antes e sabia que ia ficar mais fácil. Eu sabia que só precisava ser forte mais alguns dias e a dieta iria ser tranquila e prazerosa. E ficou! Hoje a dieta é automática, sem sofrimento, tranquila. Mas foi muito difícil no início e tenho muito orgulho de mim por ter insistido.

2. As dificuldades do primeiro mês. A primeira semana é difícil, mas acho que podemos falar em todo o primeiro mês, que é de adaptação. No primeiro mês eu me pesava todos os dias e media a cetose pelo menos 1 vez por semana. Quando o peso não baixava, eu forçava um jejum intermitente, ou me obrigava a comer menos. Funcionou por um tempo, mas descobri que isso gerava muita ansiedade. De toda forma, com o primeiro mês passando, a dieta realmente ficou mais fácil e resolvi abandonar essas práticas.

3. Dieta limpa e consumo esporádico de receitas low-carb. Pessoal, dessa vez eu quase não fiz receitas. Eu quase não fiz doces low-carb. Eu me mantive o mais "clean" possível. Em três meses eu fiz um brownie e um pão de oleaginosas - isso só depois do primeiro mês. Só! Acho que isso fez muita diferença

4. Atividade física. Não se precisa MESMO fazer atividade física para emagrecer. Se vc não pode, não tem tempo ou dinheiro para atividade física, não desista da dieta por isso. Nos primeiros 2 meses da dieta eu emagreci 10 kg sem nenhuma atividade física. Apenas entrei na academia no início do terceiro mês e não estou pegando pesado (porque nem consigo). Atividades físicas são importantes por motivos de saúde e bem estar, mas não são indispensáveis pra emagrecer e sua falta não deve ser desculpa para não fazer dieta.

3. Aprendizado importante: A dieta não é uma ladeira

A pergunta mais frequente que recebo aqui no blog é: "estou fazendo a dieta a x tempo, emagreci 2 kg e não emagreci mais, o que estou fazendo errado?". Ou ainda: "meu peso estacionou e não baixa mais, o que estou fazendo errado?"

Quando eu comento que emagreci 13kg em 3 meses, as pessoas me dizem que fui muito bem, porque perdi uma média de 1kg por semana. Só que nem de longe foi assim.

No primeiro mês eu perdi 8kg.
No segundo mês eu perdi 2kg.
No terceiro mês 3,5kg.

Não foi uma curva negativa. Não foi balança baixando todos os dias ou semanas. Não foi uma ladeira.

Como eu já tinha feito a dieta, eu já sabia disso, então insisti com tranquilidade. O segundo mês teve semanas em que o peso, inclusive, SUBIU. Sem sair da dieta, o peso chegou a subir entre 1 e 2kg. Tive várias semanas estacionadas no mesmo peso. Mas eu sabia que ele ia baixar, então eu relaxei.

Relaxei porque eu só comia quando estava com fome. Porque eu não estava jacando. Eu sabia que o peso ia descer.

Nem sempre eu conseguia fazer jejum intermitente. Na verdade, os jejuns que eu fiz a partir do segundo mês foram todos naturais - porque a agenda tava cheia ou porque eu não tinha fome. Não forcei nenhum jejum.

4. Mas você não jacou NENHUMA vez em 3 meses?

Na minha concepção, eu não jaquei.

Agora se a pergunta for: vc comeu algo de fora da dieta esses 3 meses? Daí a resposta é: sim, comi.

Mas como comeu coisas fora da dieta e não jacou?

Para mim, jacar é perder o controle. É se desesperar, se render. Escapulir e se sentir mal com isso. E isso não aconteceu nenhuma vez comigo nesses 3 meses.

Eu tomei um vinho com amigos algumas vezes a partir do segundo mês de dieta. Eu como chocolate nos finais de semana (e nem sempre é 70% ou 80%). Eu saí para comer um Camarão Internacional no feriado da semana passada (tem arroz). Mas completamente no controle. Foram pequenas saídas da dieta, que eu fiz porque estava tranquila, satisfeita com o andar do emagrecimento, e completamente no controle.

Mas só me senti segura para sair muuuuito de vez em quando da dieta no segundo ou terceiro mês. Eu precisei me sentir no controle antes de me arriscar.

.....

Queridas e queridos, espero que o relato possa auxiliar mais alguém. Lembro que não sou médica ou nutricionista e tudo o que eu posto aqui é baseado exclusivamente na minha experiência.

Beijo procês!

E vamos pra mais um mês de dieta!

Força pra nós!


17 comentários:

  1. Vc está linda... Estou tentando ser tão determinada quanto vc... Bjs

    ResponderExcluir
  2. Parabéns, gostei muito de seu relato ������������

    ResponderExcluir
  3. Parabéns mas pra mim é mto difícil tirar leite desnatado e torrada de manhã pelo fato de não almoçar rs... mas estou tentando ����

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale muito a pena retirar, viu! rsrsrs
      Valeu pela visita!

      Excluir
  4. Renata Albuquerque7 de novembro de 2016 18:01

    Olá
    Curti muito seu blog.
    Vi a outra experiência que teve dos 100 dias e foi sensacional! Esta também está sendo incrível!
    Gostaria de tirar uma dúvida: quando você fez os 100 dias, se permitiu algum dia de carbo ou fez os 100 direto mesmo?
    Parabéns pelos novos resultados e sucesso em mais esta jornada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, Renata! Naquela ocasião dos 100 dias eu fiz um dia de refeed (alto em carbos paleo e baixo em gordura). Mas não gostei. Me senti mal... preferia não ter feito o refeed...

      Excluir
  5. Olá! Adorei ler o seu relato! Me identifiquei muito. Concordo com tudo que disse. Em 2013 adotei este estilo de vida e perdi 36 kilos em 10 meses. Agora ganhei alguns kilinhos, mas nada comparado a antes. Estou recomeçando e sei que o caminho é certeiro. Ler o que você escreveu só me motivou mais. Realmente o caminho é este! Eu li seu cardápio e queria entender sobre o caldo de carne e óleo de côco. Você consome estes 2 itens sempre? Se puder responder agradeço muito. Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não consumo... O cardápio está bem desatualizado... Não tenho bem um cardápio. A regra é ovo com queijo ou carne com salada em todas as refeições que eu faço.

      Excluir
  6. Parabéns livia to fazendo pela segunda vez tbm 😍 amo essa dieta simplesmente incrível e comigo pelo menos na primeira semana se vai 1kg por dia depois dos dois ou três primeiros dias depois continua meio kg por dia e assim vai 👏👏 parabéns pra nos essa luta poucos conseguem lurar mais vale a pena cada kg. bjs bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E agora descobri que posso comer Pururuca de porco to amando mais ainda.😂😁

      Excluir
  7. Parabéns pelos resultados Lívia, o difícil mesmo é começar a dieta, o esforço maior eu acredito que seja na primeira semana, depois fica mais tranquilo.
    Pretendo fazer um post
    no meu blog e com certeza vou indicar esse seu relato.
    Abraço linda.

    ResponderExcluir